o Inicio do Arraía ” Eu Tô Maluco”


“Arraiá Eu Tô  Maluco” 17 anos

Festa Junina

Desde a antiga sede na Rua Ouvidor de Mendonça ( Rua do Pau d’arco) que pensávamos em algo para não nos separarmos nas férias de inverno, nunca pensamos em fazer festas ou formar quadrilha, pois não tínhamos espaço físico, mas ao mudarmos de sede (atual sede da FBJ) as coisas foram mudando, pois já tínhamos um local pra realizar tais eventos. No ano de 1994 sabendo que, o maestro e família passariam as férias em Marechal Deodoro como de costume, nos reunimos para pedi-lhes a chave da escola de música para realizarmos uma festa junina, fiquei meio afastado escutando os maiores ( meu Irmão Gilberto e outros) pedirem autorização para usar a escola para o evento, a resposta dada pelo maestro foi NÂO daria a chave, pois naquele ano não viajaria para Marechal, mas ficaria para fazer a festa junto conosco. Era o que precisávamos para dar inicio a uma série de reuniões para organizarmos alguma coisa que nos deixasse próximos dos amigos de Banda durante as férias. No inicio pensamos em apenas uma festa, no entanto achamos muito pouco, ai veio a ideia de criarmos uma quadrilha Junina. Convidamos todos os alunos da banda para os ensaios que aconteciam no sábado à tarde , pois os ensaios da banda eram realizados a noite.

O marcador

Eu marcava a quadrilha e dançava, isso aconteceu até a reunião onde deveríamos convidar um marcador, em minha mente já tinham dois nomes: Valmir Alves ( marcador do “Arraiá Casa de Palha” e/ou Antônio Lopes ( saudoso Totonho) Marcador do “Arraiá milho verde”) porém os alunos decidiram que era a nossa quadrilha e que o marcador teria que ser um de nós, por isso foi escolhido por unanimidade meio a contra gosto ( pois o mesmo queria dançar e não marcar o Aluno Jákson Anízio.

Nome da quadrilha

A quadrilha ensaiava, mas não tinha nome, foi feita uma reunião para escolher o nome da quadrilha, apareceram vários nomes dentre eles: Arraiá clave de sol, Quadrilha Bom Jesus e Arriá dó, ré, mi. Ouve uma discussão pelo melhor nome e a reunião se tornou um tumulto até que alguém gritou “Eu tô maluco” com essa “zuada” (barulho) ao ouvir essa frase todos começaram a rir e decidiram que esse nome cairia bem na quadrilha e assim todos concordaram que o nosso Arraiá se chamaria “ Arriá eu Tô Maluco”.

Além Jákson Anízio, já foram marcadores da quadrilha o Aluno Manoel Messias, José Agatangelo, Joab entre outros.

Nesses anos todos, Várias pessoas passaram pela quadrilha Eu Tô Maluco, uns dançando, alguns tocando e outros organizando, mas todos fazendo parte dessa festa feita para cada um de vocês, pais, alunos, ex-alunos, colaboradores e visitantes.

Obrigado aos amigos por naquele ano de 94 terem me escolhido para marcar a quadrilha é uma emoção muito grande que sinto até hoje, ela já faz parte da minha história de vida.

 Jákson Anízio

Anúncios

Publicado em 2 de julho de 2011, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: